top of page
  • Foto do escritorSick Boi

Iron Marines Invasion: um RTS que vai além dos dispositivos móveis — Análise


Capa do jogo Iron Marines Invasion
Reprodução: Ironhide Game Studio

INTRODUÇÃO

Nos últimos anos, os jogos de RTS têm recuperado popularidade, com diversos títulos anunciados por entusiastas do gênero e desenvolvedores renomados. No entanto, o lançamento do Iron Marines Invasion para Android e iOS no ano passado, uma sequência do jogo original Iron Marines, me pegou de surpresa, pois não havia jogado o jogo anterior.


Inicialmente, pensei que o jogo seria simples devido à sua origem em dispositivos móveis, mas estava enganado. O Iron Marines Invasion mostrou ser um título desenvolvido por verdadeiros entusiastas do gênero e da plataforma. O porquê? Você confere a seguir.


Estratégia além da ponta dos dedos
Tela de captura do jogo Iron Marines Invasion
Reprodução: Ironhide Game Studio

A interface do jogo foi claramente planejada para o mobile, embora seja responsiva, rápida e fácil de compreender fora da tela de toque. No início do jogo, é preciso selecionar uma missão principal ou secundária, com várias opções disponíveis, incluindo a escolha de um herói que utilizará suas habilidades para auxiliar no campo de batalha. As habilidades do herói são exibidas na HUD no canto inferior esquerdo e podem ser utilizadas assim que estiverem disponíveis, por meio de atalhos ou cliques do mouse. Conforme o jogo avança, é possível evoluir e desbloquear novas habilidades para o herói, que é a única unidade capaz de ser recuperada após um certo tempo. Além disso, ele pode ser reposicionado em qualquer local com visão (sem fog de batalha), permitindo novas estratégias. Com uma ampla variedade de heróis disponíveis, desde os de alto dano até os de suporte, que melhoram as unidades ao redor, o jogo oferece uma variedade de opções estratégicas interessantes.


Outra escolha importante é a seleção de até 3 tipos de tropas, cada uma composta por 3 unidades. É possível substituir as unidades existentes por outras do mesmo tipo, sem a necessidade de descartá-las, o que proporciona flexibilidade tática. A coleta de recursos é essencial para criar unidades e defesas ao redor da base, sendo possível obter recursos ao capturar pontos específicos ou encontrá-los espalhados pelo mapa. As unidades são criadas rapidamente, mantendo o jogo dinâmico e focado no avanço das unidades para cumprir objetivos, em vez de se concentrar na construção de uma base. Um pequeno inconveniente é a ausência de um minimapa para visualizar os movimentos inimigos e permitir uma movimentação mais rápida pelo mapa, embora o tamanho dos mapas compense em parte essa limitação.

Tela de captura do jogo Iron Marines Invasion
Reprodução: Ironhide Game Studio

Além das unidades e dos heróis, o jogo inclui poderes especiais que podem ser adquiridos com moedas obtidas durante as missões. A utilização desses poderes exige estratégia, já que são custosos, e após utiliza-los, mesmo se falhar em uma missão, você ainda assim perde aquele poder, tendo que comprá-lo de novo. Felizmente não são tão essenciais.


O ponto mais impressionante do jogo é a diversidade de missões, cada uma com características únicas e desafiadoras. Desde missões de escolta até defesas de base e batalhas contra chefes com dinâmicas diferenciadas, o jogo mantém uma variedade que remete a clássicos do gênero RTS. As missões secundárias também incentivam a experimentação com diferentes heróis, ampliando a diversão e a imersão.

Tela de captura do jogo Iron Marines Invasion
Reprodução: Ironhide Game Studio

Os visuais do jogo são surpreendentes, com um estilo de arte bem trabalhado e animações detalhadas, que proporcionam um feedback visual eficiente durante as batalhas. A variedade de inimigos, cada um com seu próprio estilo distintivo, é um destaque, lembrando jogos clássicos que marcaram época e mostrando o carinho dos desenvolvedores que entendem do gênero por provavelmente terem gastado horas jogando os RTS clássicos dos anos 90 (Além de existirem easter eggs bacanas).


Atualmente, o jogo oferece apenas conteúdo para um jogador, incluindo desafios diários, 25 missões primárias e 70 missões secundárias, proporcionando uma experiência completa.

Tela de captura do jogo Iron Marines Invasion
Reprodução: Ironhide Game Studio

Apesar dos méritos, o jogo apresenta alguns problemas, como pequenos bugs de unidade que às vezes não respondem aos comandos e problemas no sistema de ataque quando as unidades estão muito próximas umas das outras, resultando em movimentos indesejados. Além disso, o pathfinding das unidades também pode apresentar falhas ocasionais, mas acredito que esses problemas serão corrigidos futuramente.


CONCLUSÃO

Em resumo, Iron Marines Invasion é uma obra apaixonada de desenvolvedores dedicados ao gênero RTS, que incorpora elementos clássicos do gênero com um toque moderno. Com uma abordagem inteligente e uma jogabilidade dinâmica, o jogo se destaca como uma adição bem-vinda ao cenário atual de RTS e oferece uma experiência emocionante para os fãs do gênero.


Estou ansioso para ver mais lançamentos da Ironhide Game Studios, pois a empresa demonstrou um potencial notável, especialmente neste período de renascimento dos RTSs.



Agradecemos gentilmente à Ironhide Game Studio pelo envio de chave para análise do jogo.




Este texto foi editado e revisado por Gabriel Morais de Oliveira (@GabrielHyliano).





Siga-nos no Twitter: @GameDesignHub


E que tal entrar no nosso grupo do Discord? Lá temos vários eventos, materiais de estudo e uma comunidade incrível esperando por você. É só clicar aqui!

49 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page