top of page

The Legend of Tianding: O herói popular taiwanês — Análise

Atualizado: 10 de nov. de 2023

Somos todos humanos.. Somos todos iguais não importa onde… Que se exploda esse governo opressor!” - Tia Niu

Splash art do jogo The Legend of Tianding
Reprodução: Neon Doctrine

Ao iniciar The Legend of Tianding eu não esperava muito além de uma estilosa porradaria em formato “Beat 'em Up” como as screenshots demonstravam. Mas, para a minha surpresa, a Creative Games & Computer Graphics Corporation, desenvolvedora taiwanesa de vídeo games, confere a obra não só o mencionado combate como também uma atenção considerável em sua narrativa, que traz consigo um triste contexto histórico colonial junto do lendário herói popular taiwanês Liao Tianding. Se a obra soube trazer um bom equilíbrio entre ação e contação de histórias, você confere na análise a seguir. Boa Leitura!


LIAO TIANDING FOI UMA PEDRA NO SAPATO DAS AUTORIDADES

Foto de Liao Tianding (Retirado de um relatório publicado em dezembro de 1909)
Liao Tianding (Retirado de um relatório publicado em dezembro de 1909)

Antes de falarmos sobre o jogo propriamente dito, acho justo apresentar quem foi Liao Tianding, o herói popular taiwanês que ficou conhecido pelos seus crimes que tanto incomodaram o Japão imperial durante o período em que Taiwan ficou sob o domínio japonês.


A colonização de Taiwan se deu ao fim da primeira guerra sino-japonesa, conflito entre Japão e China, motivado fundamentalmente pelo controle da Coreia e que se encerrou em 1895 quando o tratado de Shimonoseki foi enfim assinado por ambos os países. Uma das implicações (dentre várias) apontadas nos termos do tratado era a transferência de território da ilha de Taiwan para o Japão.




Foi quando Taiwan passou a ser colônia do Japão que Liao Tianding chamou a atenção das autoridades japonesas por furto e roubo, semelhante ao que conhecemos popularmente como o jeito Robin Hood de ser: roubando da nobreza para dar aos mais pobres. Ações antigovernamentais como estas é a razão pelo seus feitos serem lembrados como voz aos sentimentos populares, visto que muitos não ousaram falar e nem expor abertamente o descontentamento diante a violência e opressão das forças imperiais. É sobre esta ótica de boas intenções que o jogo apresenta o personagem, afinal, o real Liao Tianding é lembrado e venerado em seus memoriais em Taiwan até hoje.

Tela de captura do jogo The Legend of Tianding
Reprodução: Neon Doctrine

É interessante pesquisar sobre Lian Tianding e notar que seus feitos e sua fama são inspirações quase que diretas para a obra, por exemplo: sua aclamação popular se deu muito por conta de dar alguns de seus despojos aos pobres, e no jogo isso é refletido através da possibilidade de doar o dinheiro adquirido para moradores de rua. Além disso, há histórias de que uma vez ele sobreviveu à uma queda de trem em movimento em um desfiladeiro, e não à toa há uma fase inteira no jogo que se passa em um cenário como este. Mas vai por mim, estas não são as únicas coincidências com as histórias reais do Liao, mas sim as que eu me permiti compartilhar sem dar muitos spoilers do desfecho e demais personagens.


PORRADARIA ESTILOSA E MUITO PAPO
Tela de captura do jogo The Legend of Tianding
Reprodução: Neon Doctrine

É com muito estilo que o beat ’em up sidescrolling The Legend of Tianding se inicia, utilizando nas cutscenes a estética de Manhua, os quadrinhos produzidos na china, para contextualizar o cenário ao jogador seguido da apresentação do primeiro nobre corrupto que o herói taiwanês vai dar uma lição, agora que retornou às atividades. Essa primeira missão é no esgoto encontrado no subterrâneo da mansão deste nobre que, na maior cara de pau, cobra o aluguel até de moradores de rua. É revoltante, e se isso não é motivação o suficiente para te fazer querer derrubar este depravado, relaxa que ele não é o único indivíduo moralmente repudiável que será apresentado durante a campanha.

Tela de captura do jogo The Legend of Tianding
Reprodução: Neon Doctrine

O combate, a princípio, só se destaca pela possibilidade de entrelaçar os oponentes e roubar os úteis equipamentos que vão desde espada, machado, bambu, até pistola, rifle, molotov e… pedras (que acredite se quiser, são bem úteis aqui). Mas não demora tanto para o jogo começar a introduzir as habilidades especiais oriundas de artes marciais que não só abre mais possibilidades nos embates como também nos trechos de plataforma, que se fazem presentes por todo o jogo, principalmente ao buscar pelos segredos que nos recompensa com colecionáveis que dão efeitos passivos. Essas adições fazem muito bem a obra e graças ao ritmo mais dinâmico, o jogo se torna mais gostoso de se jogar conforme progredimos e desbloqueamos mais movimentos.

Tela de captura do jogo The Legend of Tianding
Reprodução: Neon Doctrine

No entanto, é importante salientar que não é só dessas fases mais lineares focadas em manobras e porradaria que vive The Legend of Tianding, pois, como mencionei no início, há um foco considerável em narrativa, que aqui é explorada no começo de cada novo capítulo através das missões que realizamos por Taiwan, recebendo doses de diálogos e tarefas chatinhas que consistem em ir para lá e pra cá sem muitos estímulos. Não chega a tomar tanto tempo de tela assim, mas é o suficiente para o sangue esfriar em contraste com a ação desenfreada.


Felizmente, a história é legal de se acompanhar e segura as pontas. Estes momentos podem sim ser bem aproveitados, sobretudo por aqueles que estão mais engajados com a ambientação culturalmente rica que os cenários e as músicas proporcionam. Destaco aqui um dos momentos mais legais que é quando ouvimos uma canção sobre o protagonista sendo tocadas em Hokumon Chō.


Para finalizar, não posso deixar de elogiar a recém lançada atualização que trouxe suporte ao português do Brasil para o jogo. O resultado é de uma tradução boa e bem localizada, com expressões que nos aproximam da obra e que tornam a experiência melhor absorvida.

Tela de captura do jogo The Legend of Tianding
Reprodução: Neon Doctrine
CONCLUSÃO

The Legend of Tianding nos entrelaça ao dinâmico combate e em seguida rouba nossa atenção para voltá-la à narrativa culturalmente instigante que não perde tempo em celebrar os feitos do herói popular taiwanês. Se por um lado a obra se deixa levar pela ação que fica progressivamente mais interessante com o desbloquear de novas técnicas, do outro ela pisa no freio de tal forma que só não te perde por se sustentar em sua história e ambientação.


Acrescento que achei agregador ter visitado Taiwan através desse jogo pois me entreteve não só durante a jogatina como também depois, quando me vi curioso o suficiente para procurar mais sobre Tianding e o que o cerca.



Agradecemos gentilmente à Neon Doctrine pelo envio de chave para análise do jogo.


Este texto foi editado e revisado por Gabriel Morais de Oliveira (@GabrielHyliano).






Siga-nos no Twitter: @GameDesignHub


E que tal entrar no nosso grupo do Discord? Lá temos vários eventos, materiais de estudo e uma comunidade incrível esperando por você. É só clicar aqui!

98 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page